Skip directly to content

DEPUTADO FEDERAL BETO PEREIRA - BIOGRAFIA

Humberto Rezende Pereira, o Beto Pereira, é deputado federal por Mato Grosso do Sul, bacharel em Direito e empresário. Nasceu em Campo Grande, capital do Estado, e tem 45 anos.
 
Em 2004 foi eleito prefeito do município de Terenos aos 26 anos. Foi o prefeito mais jovem do Estado na época.
No ano de 2008, foi reeleito com mais de 70% dos votos dos eleitores.

Beto Pereira promoveu uma verdadeira revolução na cidade com obras de infraestrutura, construção de casas populares, escolas na zona rural e dotou a cidade de áreas de lazer como o Parque da cidade. Foi o prefeito que implantou a primeira escola em tempo integral de Mato Grosso do Sul, a Escola Jamic Polo. Na administração de Beto, Terenos foi a primeira cidade do Centro-Oeste a ter o projeto UCA – Um computador por aluno.

Em 2009, assumiu a presidência da Assomasul (Associação Sul-Mato-Grossense de Municípios), entidade que representa os interesses das cidades de Mato Grosso do Sul.

Em 2012, Beto Pereira se tornou vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios. Foi o primeiro sul-mato-grossense a assumir essa função na CNM.

Beto deixou a prefeitura de Terenos com 94% de aprovação.
Em 2014 foi eleito deputado estadual com 27.182 votos. Foi presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa, a mais importante comissão da Casa de Leis. Também presidiu a CPI dos Combustíveis, que investigou possíveis irregularidades na composição de preços dos combustíveis nos postos de Mato Grosso do Sul, e foi relator da CPI da Enersul/Energisa.

Foi autor da Lei Amigos do Parque, que fecha uma das vias do Parque dos Poderes para prática de Esporte e Lazer.
Foi autor da Lei do Dourado, que proíbe a pesca do Dourado em Mato Grosso do Sul para preservar a espécie e incentivar o turismo de pesca esportiva, grande gerador de emprego e renda.
Foi autor da Lei que garantiu a preservação permanente de dois rios pantaneiros: Rio Salobra e Córrego Azul.
Foi autor da Lei que obriga os hospitais a ter gerador de energia próprio para evitar o desligamento de aparelhos em caso de queda de energia.  
Em 2017 assumiu a presidência estadual do PSDB de Mato Grosso do Sul.
Em 2018 se elegeu deputado federal com 80.500 votos.
No ano de 2019 foi eleito secretário-geral do PSDB nacional. Em 2022 foi reeleito deputado federal com 97.872 votos. Atualmente é membro da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.